Parque de Mosqueiro será opção de turismo ecológico em Belém

Criado pela Lei 1.401, de 1988, poucos conhecem ou sequer ouviram falar do Parque Municipal da Ilha do Mosqueiro. Uma área de proteção ambiental no município de Belém, de 190 hectares, dos quais 155 hectares de áreas alagadas e 35 hectares de terra firme.

Abandonada pelo poder público nos últimos anos, ela acaba de entrar no radar de cuidados de preservação e do turismo ambiental da nova gestão do Prefeito Edmilson Rodrigues, trabalho que será desenvolvido através do Departamento de Gestão de Áreas Especiais de Belém (Semas), coordenado pelo Engenheiro florestal Alexandre Mesquita e pela Agência Distrital de Mosqueiro, comandada pela advogada Vanessa Egla.

Foto: arquivo pessoal

Em visita ao local, no sábado (30), o diretor publicou em suas redes sociais o compromisso de cadastrar o Parque no Sistema Nacional de Unidade de Conservação, com o objetivo de ampliar a proteção desse espaço e garantir o equilíbrio ambiental da ilha de Mosqueiro. O objetivo também, segundo Alexandre, é passar a proporcionar visitas e trilhas ecológicas no local. Um passo importante e necessário para o fomento do turismo e da educação ambiental em Belém.

Uma resposta para “Parque de Mosqueiro será opção de turismo ecológico em Belém”

Deixe uma resposta para Viviane Cancelar resposta