Telemedicina: Prefeitura de Belém qualifica profissionais para atendimentos em saúde

A telemedicina já é uma realidade na rede de saúde do município de Belém. Desde julho do ano passado a Unidade Básica de Saúde Portal da Amazônia oferece o serviço aos seus pacientes. De lá pra cá, mais de 130 consultas por telemedicina já foram realizadas no espaço.

O serviço faz parte do Programa Assistência Médica Especializada na Região Norte do Brasil por meio da Telemedicina, fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), o Governo do Estado do Pará, o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (Proadi) e o Hospital Israelita Albert Einstein.

O secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, destaca a importância dessa parceria para o desenvolvimento do programa de telemedicina na capital.

“Esse projeto é uma forma de qualificarmos a assistência especializada. Isso nos ajuda a resolver problemas que poderiam demorar se entrassem na rede de atendimento, pois sabemos o quanto algumas especialidades médicas são demandadas pela população. Já conversamos com o hospital Albert Einstein e existe a perspectiva de ampliarmos esse serviço de telemedicina para mais seis unidades de saúde de Belém”, anuncia.

O projeto de telemedicina é aberto à comunidade na Unidade Básica de Saúde (UBS) Portal da Amazônia toda terça e quarta-feira. No espaço são ofertados atendimentos nas especialidades cardiologia, endocrinologia, psiquiatria adulta e infantil, neurologia adulto e infantil, reumatologia e pneumologia. São quatro atendimentos por dia, de 30 minutos cada, de acordo com o que é padronizado pelo hospital Albert Einstein.

A auxiliar de serviços gerais Haline Amorim de Araujo, 32, faz tratamento na área de endocrinologia e é uma das pacientes atendidas pela telemedicina na unidade e é só elogios ao atendimento que recebe.

“A médica que me consulta é ótima, além de ter outra médica pra auxiliar na consulta e que tira todas as minhas dúvidas. Pra mim foi muito satisfatório a consulta por telemedicina, além de facilitar os atendimentos aos pacientes a UBS do portal da Amazônia está de parabéns pelo belo trabalho. Os profissionais são super prestativos e desempenham um trabalho maravilhoso”, afirma.

Os pacientes atendidos pelo projeto já são acompanhados por um médico da família da UBS Portal da Amazônia que, dependendo da situação do paciente, faz o encaminhamento para o médico especialista.

A consulta acontece de forma compartilhada, com o paciente sendo acompanhado pelo médico da unidade e o especialista do hospital Albert Einstein à distância, por meio da telemedicina.

A médica da UBS Portal da Amazônia, Adriana Teixeira, conta que no início dos atendimentos em telemedicina na unidade, os pacientes ficaram receosos por não conhecerem o serviço.

“Até nós mesmos da equipe médica reunimos várias vezes para entender o novo modelo de atendimento. Mas hoje percebemos que esse sistema de atendimento aos nossos pacientes deu super certo. A gente fica super feliz porque toda vez que demandamos um atendimento especializado para o nosso paciente”, diz Adriana.

A gerente da Unidade Portal da Amazônia, Danielle Cristina, destaca a importância do serviço para a otimização do fluxo de atendimento na unidade.

“Favorece ao paciente e ao médico que passam a ter o seu tempo otimizado e favorece também o atendimento que é prestado na unidade porque faz com que a gente movimente e praticamente zere aquela fila de espera por um atendimento referente às especialidades ofertadas no serviço de telemedicina”, reforça.

Por Agência Belém (Danielly Gomes)

Deixe uma resposta