Marco Carrera será o candidato do PSOL ao governo do Pará

O professor e sociólogo Marco Carrera será o candidato do PSOL ao governo do Pará. Sua indicação foi confirmada neste sábado (07.06) pelo seu Diretório estadual. O sociólogo substituirá a ex-deputada Araceli Lemos, que desistiu de concorrer à vaga, por motivos de saúde.

Imagem
Marco Carrera, pré-candidato do PSOL ao governo do estado. (Foto: J. Siqueira)

A opção por seu nome vai ao encontro dos desafios traçados pelo PSOL em seu IV Congresso Nacional: “o de constituir-se em alternativa real à polarização do campo das elites” e contribuir com os objetivos locais de eleger sua primeira bancada federal e ampliar a estadual, com um programa democrático e popular, fundado na garantia de amplos direitos e na participação ativa do povo.

Destacado pela sua atuação junto aos movimentos sociais no Pará, desde a década de 80, esta será a sua primeira disputa eleitoral.

Para Carrera, o Pará possui um enorme potencial hídrico e reservas minerais entre as maiores do planeta, um potencial produtivo. “Nós temos um estado multicultural, com povos convivendo neste território, um contingente populacional de aproximadamente 8 milhões de paraenses, no campo e na cidade, mas infelizmente, os indicadores sociais causam vergonha. Somos campeões em violência e trabalho escravo, o sistema público de saúde e educação, está situado entre os mais precário do Brasil. E este quadro precisa ser enfrentado, com ações efetivas, para além das artimanhas propagandísticas do governo atual. Tenho plena consciência disso é foi por isso, que aceitei o desafio, pelo PSOL, de enfrentar esses problemas e lutar para garantir um futuro digno para nosso povo”, disse.

Marco Carrera é militante histórico do movimento socialista no Pará

Marco Carrera é natural de Belém do Pará, 47 anos, sociólogo, formado pela Universidade Federal do Pará, especialista em gestão urbana e desenvolvimento local, técnico da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e professor da rede pública estadual.

Atualmente, é coordenador geral do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras da Gestão Ambiental do Estado do Pará (Sindiambiental), fundador da Intersindical – Central da Classe trabalhadora, em Congresso realizado em abril deste ano. É também membro do Conselho Estadual de Meio Ambiente (Coema). Casado há 23 anos com a engenheira Sílvia Batista e pai de dois filhos.

Imagem
Marco Carrera e membros do Diretório Estadual do PSOL. (Foto: Ponto de Pauta)

Militante histórico do movimento socialista, Carrera integrou na década de 80 as fileiras do Partido Comunista Brasileiro, ainda na clandestinidade, na luta de resistência contra a ditadura militar no Brasil, com destacado papel na organização do movimento estudantil no Pará. Foi dirigente da UMES (União Municipal dos Estudantes Secundaristas) e da UBES (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas).

Na condição de sindicalista, ainda como servidor da Secretaria de Agricultura, tornou-se dirigente sindical e um dos fundadores da Intersindical dos Servidores Públicos do Estado. Carrera também colaborou com o Governo do Povo, entre os anos de 97 e 2004, na gestão do então prefeito Edmilson Rodrigues, como Coordenador do núcleo de participação popular, ligada à Secretaria de Planejamento e Gestão da Prefeitura, ajudando a fortalecer as experiências exitosas do Orçamento Participativo e do Congresso da Cidade. Vem colaborando, desde então, na elaboração dos programas de governo do PSOL.

Deixe uma resposta