Vídeo | 16 anos de abandono dos canais de Belém: secretária Ivanise põe o dedo na ferida

Secretária de Saneamento de Belém, Ivanise Gasparim, em entrevista nesta quinta (18).

Diz-se que as obras de saneamento são aquelas que “ninguém vê”, e por isso mesmo, muitos governantes negligentes preferem não fazê-las. Afinal, como propagandear algo que está no subterrâneo das cidades? Em entrevista, na manhã desta quinta-feira (18), a uma TV local, a a secretária de saneamento de Belém, Ivanise Gasparim, colocou o dedo na ferida, ao falar sobre essa situação.

“Esses transtornos vão permanecer por muito tempo, porque nós temos um a atraso muito grande em obras de macrodrenagem. Infelizmente, nós tivemos duas administrações que não avançaram”, afirmou Ivanise Gasparim, questionada sobre o grave problema dos alagamentos que vem se arrastando nos últimos anos em Belém.

Nos últimos 16 anos, os projetos de saneamento, através de obras de macrodrenagem, praticamente não ocorreram. A Bacia do Tucunduba, que teve sua primeira fase realizada pelo prefeito Edmilson Rodrigues no início dos anos 2000, foi repassada em 2007 ao governo do Estado, ficando praticamente parada todos esses anos, até ser retomada na atual gestão estadual.

Sem ignorar a realidade nem se esquivar das cobranças, Ivanise falou também sobre as ações que vem ocorrendo para combater os alagamentos e avançar nas obras estruturais. “Retomamos o que havia sido perdido de recursos do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) através do Promaben, e estamos fazendo a bacia da Estrada Nova. As obras no canal de descarga da Caripunas, já iniciaram, e isso vai ser muito importante no impacto do alagamento no Jurunas, Cidade Velha, Cremação e na área da Dr. Moraes com Caripunas. Por outro lado, já estamos com projeto executivo pronto para iniciar as obras da bacia do Mata Fome, que vai impactar toda a área nova do Tapanã, Bengui, para o qual já estão sendo captados recursos do FONPLATA (Fundo Financeiro para Desenvolvimento da Bacia do Prata), provavelmente inciando no ano que vem”.

Ainda segundo a Secretária, para as obras de macrodrenagem da bacia do Ariri Bolonha, será feito projeto, além da manutenção da bacia do UNA, cuja macrodrenagem também foi feita pelo prefeito Edmilson, junto ao governo do Estado na época, mas é preciso realizar sua manutenção, e a Prefeitura de Belém já está captando recursos junto ao BID para realizá-la.

Deixe uma resposta