Filme que mostra luta de povo indígena na Amazônia conquista duas estatuetas no Festival de Sundance

Meu nome é Tangãi: o mundo precisa ouvir essa mensagem – Foto: reprodução

O documentário “The territory”, que retrata a luta do povo Uru-Eu-Wau-Wau contra a invasão de seu território em Rondônia, foi o vencedor das categorias Prêmio do Público e Prêmio Especial do Júri para Arte Documental na competição internacional do Festival de Sundance, uma das maiores premiações do cinema independente no mundo. O anúncio dos vencedores foi feito nesta sexta-feira (28) pelo Twitter oficial do evento, que aconteceu de forma remota neste ano por conta da Covid-19.

Dirigido pelo cineasta norte-americano Alex Pritz e coproduzido por Darren Aronofsky, o longa rodado na Amazônia acompanha como jovens líderes indígenas e ativistas ambientais arriscam suas próprias vidas para defender áreas de proteção da ocupação ilegal de fazendeiros, extrativistas e mineradores e compõe uma crítica à política ambiental do governo de Jair Bolsonaro.

Muito elogiado pela crítica, o documentário adquirido pela National Geographic é um forte candidato às premiações de 2023.

Fonte: O Globo

Deixe uma resposta