Belém melhora nota de crédito junto ao Tesouro Nacional, diz Secretário de Planejamento de Belém

O município de Belém subiu de C para B na qualificação de operações de crédito para a cidade. Isso significa que a Prefeitura aumentou a capacidade de conseguir recursos para financiar investimentos, como obras e outras ações, inclusive com bancos internacionais. A informação foi dada pelo Secretário de Gestão e Planejamento da Prefeitura de Belém, Cláudio Puty, pelas suas redes sociais.

Essa classificação é feita pela Secretaria do Tesouro Nacional que leva em consideração a classificação da capacidade de pagamento (Capag). Essa metodologia leva em consideração o indicador de endividamento do município, a poupança corrente e a liquidez.

O site do Tesouro Nacional também mostra que Belém está em dia com as contas públicas e cumpre a chamada Regra de Ouro, um mecanismo que proíbe a gestão de fazer dívidas para pagar despesas correntes, como salários, benefícios de aposentadoria, contas de luz e outros custeios da máquina pública.

LDO – No final de abril, o governo municipal entregou para a Câmara de Vereadores de Belém o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que vai definir que definirá a elaboração do orçamento anual de Belém para 2022. O projeto prevê uma receita total de R$ 3,5 bilhões para o município no próximo ano.

Deixe uma resposta