Icoaraci ganhará novo Terminal Hidroviário

As obras estão previstas para iniciar até o final do ano. O investimento está estimado em R$ 8 milhões .

A assinatura de termo de cooperação técnica entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Belém para a construção do Terminal Hidroviário de Icoaraci marcou a manhã desta segunda-feira (21), no Palácio dos Despachos, em Belém. O documento prevê que a gestão municipal irá ceder o terreno de seis mil metros quadrados, ao lado do atual trapiche do distrito, para o poder executivo estadual construir o novo prédio. A proposta é também criar uma integração entre os modais rodoviário e hidroviário na capital paraense. 

“Estamos formalizando essa parceria com o intuito de viabilizar a construção dessa importante obra para o fortalecimento da atividade do modal hidroviário do Pará. A ideia é que linhas de embarcações possam fortalecer o transporte coletivo, sobretudo, a interligação com o arquipélago do Marajó, e a receptividade na chegada de cruzeiros, incluindo Belém em todo o calendário turístico mundial”, destaca o governador do Estado, Helder Barbalho.

As obras estão previstas para iniciar até o final do ano. O investimento está estimado em R$ 8 milhões, dos quais metade serão aporte do Tesouro Estadual e o restante oriundo de emenda parlamentar do deputado federal José Priante (MDB).

O prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, agradeceu pela parceria do Governo do Estado em mais uma obra que vai trazer desenvolvimento e turismo ao distrito de Icoaraci e aproveitou a oportunidade para agradecer ao deputado federal pelo empenho em busca de recursos para o investimento. “Nossa ideia também é promover a integração entre os modais rodoviário e hidroviário na capital paraense, pois temos um potencial grande pelos rios”, disse. 

O Terminal Hidroviário de Icoaraci vai potencializar o turismo na região, além de proporcionar mais conforto e segurança a todos os usuários. O novo prédio contará com cadeiras confortáveis, banheiros, guichês para vendas de passagens, lanchonete, salas para órgãos do governo, guarda-volumes, TV e bebedouro. Já a obra naval contemplará a instalação de rampa metálica biarticulada coberta e flutuante coberto, para embarque e desembarque de passageiros. A acessibilidade é um dos focos do projeto. 

“A CPH está empenhada nesse projeto que, com toda certeza, vai trazer desenvolvimento a Icoaraci e a Belém, para que possamos entrar na rota dos cruzeiros e assim potencializar o turismo na capital”, frisou Abraao Benassuly, presidente da CPH, que esteve presente na assinatura. 

Fonte: Secom/Governo do Pará

Deixe uma resposta