Prefeito Edmilson participa do Fora Bolsonaro em Belém e lamenta a perda de mais de 500 mil vidas

O Prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues (PSOL) participou do ato do #3J realizado neste sábado, o terceiro ocorrido este ano em diversas cidades brasileiras. O local escolhido para a concentração dos manifestantes foi a praça da República e de lá seguiu para o Ver-o-Peso, com a pressão popular exigindo a saída do presidente Jair Bolsonaro, por ter minimizado a pandemia, que contabiliza mais de 500 mil mortos pela Covid-19 em todo o país.

Entre as reivindicações, mais investimentos para o Sistema Único de Saúde (SUS), garantia de leitos e insumos, aceleração da vacinação, auxílio emergencial de R$600, políticas para manutenção de salários e apoio a pequenas e médias empresas.

“O povo brasileiro não suporta mais tantas perdas, são mais de 500 mil pessoas mortas por um governo que tem ações criminosas coordenadas pelo presidente, por induzir as pessoas ao suicídio a partir do momento que incentiva a população a não usar máscara, não tomar vacina, não cumprir o isolamento, atrasar e falhar com a compra de vacinas”, declarou o prefeito.

Edmilson enfatizou que “como representante da soberania popular eleito pelo povo de Belém, como militante que quer construir uma sociedade justa, democrática e feliz no Brasil, tenho a obrigação moral e política de estar aqui e dizer ao povo Fora Bolsonaro”.

Impeachment – Recentemente, deputados, líderes de partidos políticos e integrantes de movimentos e organizações sociais protocolaram um “super pedido” de impeachment na Câmara dos Deputados. Diversas correntes e partidos se uniram e concluíram o documento, que agrega 23 tipos penais que teriam sido cometidos pelo presidente Jair Bolsonaro.

Mais de 300 manifestações pelo Fora Bolsonaro acontecem no Brasil e no exterior nessa jornada de lutas por vacina, auxílio emergencial de R$ 600 e pelo fim do governo genocida de Bolsonaro.

Deixe uma resposta