Deputada Marinor defende união da esquerda com possível apoio a Lula

A deputada Marinor Brito, líder do PSOL na Alepa, vem defendendo a união da esquerda nas eleições do ano que vem para a Presidência da República, incluindo analisar o apoio do seu partido à eventual candidatura do ex-presidente Lula, embora evite antecipar essa discussão em público.

Na tese que subscreve ao 7º Congresso do PSOL, que será realizado em setembro próximo, a parlamentar tem centrado sua fala no desafio de lutar pela unidade eleitoral das esquerdas contra Bolsonaro, fazendo prevalecer um programa claramente antifascista e antineoliberal que reúna as políticas defendidas pelo PSOL.

“Para lograr essa unidade, devemos levar em conta centralmente a construção de um programa que supere os retrocessos impostos pelo golpe e por um governo de extrema-direita. É necessário construir uma base política comum. Por isso, antecipar a definição de nomes – vetando ou expressando preferência por quaisquer dos nomes em debate – não ajuda a definição de uma tática vitoriosa”, diz a tese intitulada PSOL Popular, subscrita também por outras lideranças nacionais, como: Guilherme Boulos, Sonia Guajajara, Juliano Medeiros, Ivan Valente, Luiza Erundina e Edmilson Rodrigues, Prefeito de Belém.

A deputada também já manifestou internamente no partido que está disposta a encarar a disputa por uma cadeira na Câmara Federal.

Deixe uma resposta