Belém alerta sobre subvariante delta da covid-19 e orienta notificação

A prefeitura de Belém fez um alerta sobre uma subvariante Delta, em circulação na cidade. Em uma postagem nas redes sociais nesta sexta-feira (22), a administração municipal explicou que ela pode escapar de testes rápidos e dos protocolos padrões de RT-PCR para detecção de casos de covid-19.

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) por meio do Departamento de Vigilância à Saúde, em parceria com o laboratório de Genética Humana e Médica do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Pará (Ufpa), realizou o sequenciamento de 116 amostras do vírus SARS-CoV-2 obtidas de pacientes de Belém.

Nessas análises a Sesma detectou uma uma subvariante Delta, a AY.33, circulando em Belém e que pode não ser detectada por testes rápidos e pelos protocolos padrões de RT-qPCR.

Dessa maneira, a Sesma orienta que qualquer pessoa que apresente sintomas compatíveis com Covid-19 deve ser orientada a manter isolamento social por 14 dias.

A Secretaria reitera que nas análises realizadas nos meses de julho e agosto foram notificados em Belém 1.612 casos da Covid-19. Foram enviados para sequenciamento 72 (4%) amostras de pacientes sintomáticos e que apresentaram RT-qPCR positivo, resultando em 84,7% de casos provocados pela variante Gamma, enquanto os casos da variante Delta representaram 9,7% e as variantes Beta e Zeta também foram detectadas, cada uma com 2,8%.

Já em setembro foram notificados 332 casos de Covid-19. De 24 (7%) pacientes sintomáticos, com resultado positivo no RT-qPCR, 50% foram casos provocados pela variante Delta e 50% dos pacientes haviam sido infectados pela variante Gamma do vírus SARS-CoV-2.

Nos primeiros vinte dias do mês de outubro, foram notificados 152 casos. As 20 amostras genotipadas (13%) revelaram uma inversão, com a predominância da variante Delta, responsável por 75% dos casos, enquanto a variante Gamma foi identificada em 25%.

Alerta

Desta forma, apesar da atual estabilidade do número de casos de Covid-19, a Sesma orienta que as unidades notificadoras estejam atentas ao atendimento de casos suspeitos de Covid-19, assim como, de outros agravos de notificação compulsória, realizando a notificação imediata dos casos suspeitos e confirmados oriundos de outros países ou estados brasileiros para que a Divisão de Vigilância da Sesma possa adotar as medidas de controle.

Diante deste cenário, se faz a necessário que a população siga com as medidas de prevenção e controle como: isolamento domiciliar da pessoa que estiver com suspeita ou em período de transmissão da doença, lavagem frequente das mãos com água e sabão e/ou álcool em gel, além do uso obrigatório de máscara e manter o distanciamento social.

As unidades notificadoras poderão acionar a Sesma pelos e-mails notificabelem@sesma.pmb.pa.gov.br e
dvebelem@sesma.pmb.pa.gov.br, ou ainda por contato telefônico pelos números (91) 98568-6203, 98568-3067 ou 98417-3985.

Deixe uma resposta