Acordo entre Prefeitura de Belém e servidores garante reajuste de 9,33% em 2022

O acordo assinado entre representantes dos sindicatos e a Prefeitura de Belém, na tarde desta quinta-feira (9), vai garantir 9,33% de reajuste em 2022 para os servidores e servidoras municipais. Para os servidores que recebem abaixo de R$1.200, serão concedidos 5% em janeiro 2022, mais abono de R$100,00; 4,13% em agosto de 2022, mais abono de R$100,00. Caso a inflação acumulada seja maior do que 9,33% (base de cálculo da proposta), a parcela de agosto será corrigida para cobrir a totalidade das perdas inflacionárias.

O vale alimentação passará para R$370 em janeiro de 2022 e os servidores que hoje não recebem o benefício, bem como os ACS e ACEs, começam a ganhá-lo em agosto de 2022. Caso seja realizada a reforma da previdência, os salários dos servidores receberão também o reajuste de 3,9%, para que não tenham perdas.

O entendimento saiu da mesa permanente de negociação estabelecida pela Prefeitura desde de abril de 2021, e depois de uma série de reuniões, com o objetivo de dialogar sobre as principais demandas do funcionalismo no município. Veja abaixo o acordo assinado.

Abono para a educação em Belém

Foi anunciado também neste mês, pelo prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, um abono com o valor de até R$ 9 mil, que será pago proporcionalmente aos meses trabalhados para servidores em exercício efetivo (concursados ou temporários), lotados na Secretaria Municipal de Educação ou na Fundação Escola Bosque, independente da função exercida pelo servidor. Quem tiver pelo menos 15 dias trabalhados em dezembro, também deve receber um valor proporcional. Quem trabalhou 12 meses, receberá $9 mil; que trabalhou 6 meses, receberá 50% desse valor.

Deixe uma resposta