Prefeitura de Belém recebe do Unicef a doação de 10 mil kits de absorventes

Cerimônia de doação de 10 mil kits de absorventes higiênicos para a prefeitura municipal de Belém.

A Prefeitura de Belém recebeu, na tarde desta última sexta-feira, 14, do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) a doação de 10 mil kits de absorventes menstruais. A cerimônia de entrega ocorreu no escritório do Unicef no Pará, localizado no bairro de Nazaré, e contou com a presença de representantes do Unicef e do vice-prefeito de Belém, Edilson Moura. 

“O Unicef tem um trabalho muito grande desenvolvido com adolescentes e com a infância. É natural que a Prefeitura de Belém, extremamente sensível a esta área da infância e da adolescência, monte essas parcerias com o Unicef”, apontou o vice-prefeito.

Vulnerabilidade social – Dos 10 mil kits recebidos, seis mil serão destinados à Secretaria Municipal de Educação (Semec) e os outros quatro mil para a Secretaria Municipal de Coordenação Geral do Planejamento e Gestão (Segep), que irá distribuir para adolescentes em situação de vulnerabilidade social de Belém, por meio do programa de participação social, o Tá Selado. 

“Nossos conselheiros e conselheiras juvenis do Tá Selado estão mobilizando suas comunidades para garantir essa distribuição, e nesse processo garantir um debate sobre a temática da pobreza menstrual”, explica o secretário da Segep, Cláudio Puty. 

Mobilização juvenil – Uma dessas mobilizadoras juvenis do Tá Selado que o secretário Cláudio Puty cita é a jovem Sofia Silva. Ela é conselheira do programa do segmento de Adolescentes no distrito de Outeiro.

“Muitas adolescentes da minha idade não têm acesso à água e nem direito a kits de menstruação. Nós mulheres precisamos de cuidados a mais, e é muito chato ter que improvisar para garantir algo que é direito”, desabafa Sofia Silva. 

A maior parte da doação de 10 mil kits de adsorventes vai para a Semec que, por sua vez, fará a distribuição deles para 12.134 estudantes, que fazem parte da rede municipal de educação e que estão sob vulnerabilidade. 

Dignidade – A secretária municipal de Educação de Belém, Márcia Bittencourt, diz que poder distribuir esses absorventes é dar dignidade para as adolescentes que integram a rede de educação municipal.

“Muitas adolescentes deixam de ir para a aula, pois não tem dinheiro para comprar absorventes e nós queremos mudar isso”, diz a titular da Semec. 

A porta-voz do escritório do Unicef na Amazônia, Ida Oliveira, destacou a importância da parceria entre o Fundo e a Prefeitura de Belém.

“Já vínhamos realizando ações com a Prefeitura de entrega de kits de higiene pessoal. E notamos a necessidade de fazer algo para combater a pobreza menstrual na cidade, que se intensificou com a pandemia de covid-19. Belém é uma das cidades brasileiras contempladas com as doações desses kits de absorventes íntimos”, explica Ida.

Texto: Fabricio Lopes

Deixe uma resposta