Marinor questiona operação de mineradora canadense na Amazônia

A deputada Marinor Brito denunciou na Alepa mais um absurdo do governo federal ecocida de Jair Bolsonaro. Como revelado em reportagem da Agência Pública, o governo federal, através do general Claudio Barroso, fazia lobby com a mineradora Belo Sun para explorar o território paraense e seus recursos. “Mais uma vez os crimes deste governo são escancarados, e o povo e o território amazônico não podem continuar pagando esta conta”, a parlamentar afirmou.

A deputada psolista inquiriu, através de requerimento à Semas, informações relacionadas à análise do licenciamento ambiental do Projeto Volta Grande, onde a Belo Sun está localizada, junto ao licenciamento e operação da UHE Belo Monte, com relação aos impactos e danos ao meio ambiente e aos moradores da região. “O território e o povo paraense são historicamente atacados pelos grandes projetos, que deixam para a população um grande passivo ambiental. Este modelo de ‘desenvolvimento’ precisa ser substituído urgentemente”, ela declarou.

Segundo a parlamentar, “estas informações são de interesse público e dos parlamentares desta Casa de Leis, e precisam ser respondidas o quanto antes. Já basta de ver este desgoverno ecocida destruindo o nosso território e entregando o povo à fome e à miséria!”

Texto: Ascom/Deputada Marinor

Foto: Celso Lobo/Alepa

Deixe uma resposta