Parada do Orgulho LGBTQIA+ reúne multidão em Mosqueiro

A 16ª Parada do Orgulho LGBTQIA+ de Mosqueiro reuniu milhares de pessoas nas ruas do bairro do Aeroporto, centro do distrito, para celebrar a diversidade e os avanços das políticas de identidade de gênero, mas também para destacar a importância da educação inclusiva e do aumento da representatividade política para o segmento.

O cantor e compositor Eloi Iglesias, um dos coordenadores do ato, fez questão de ressaltar que as mudanças reais só aparecerão com a união e a clareza do público LGBTQI+ sobre seus interesses de empregabilidade, formação acadêmica, aumento nas bancadas parlamentares e reforço na luta pelo fim do preconceito.

“A Parada é nosso momento de diversão, mas também de reflexão sobre nosso futuro”, disse o veterano artista, que abriu oficialmente a programação cantando o hino nacional. “Nada é fácil para o público LGBT e a realização dessa festa é sinônimo de muito trabalho e luta para todos nós”, completou.

A manifestação é o maior evento de rua do distrito e contou com apoio da Prefeitura de Belém, por meio da Agência Distrital, Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), Guarda Municipal de Belém e Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob). Nesta 16ª versão, a Parada atraiu um público superior a vinte mil pessoas, que caiu na festa e acompanhou o trio em mais de três horas de percurso do Chapéu Virado até a pracinha do Aeroporto, no último domingo das férias escolares de 2023.

A agente distrital de Mosqueiro, Vanessa Egla, participou do evento e destacou a importância das ações da PMB, por meio da Coordenadoria da Diversidade Sexual (CDS), na garantia dos direitos da comunidade LGBTQI+. As vereadoras Bia Caminha (PT) e enfermeira Nazaré (Psol), também marcaram presença na festa. O Governo do Estado foi representado pela Secretara de Justiça e Direitos Humanos.

Colorido – Entre as marcas do movimento LGBTQI+ estão o colorido, alegria e a irreverência. Muitos participantes capricharam nos acessórios e figurinos. A mulher trans Shariza Pereira de Souza, moradora do bairro do Jurunas, disse que estava na Parada para se divertir, mas também para reivindicar seus direitos, pois já enfrentou muitos problemas por conta da sua opção sexual. “Hoje, estou totalmente resolvida com minha vida e com meu corpo e certa de que posso ser o que desejo e quero seguir adiante na luta pelo fim do preconceito para as mulheres e homens trans”, disse ela, que estava acompanhada de amigos.

Alice Sales e Helen Beatriz, do município de Marituba, aproveitaram a Parada para festejar o início do relacionamento. “Nós estamos pedindo respeito pela nossa opção sexual e assumindo nosso amor em plena Parada, que é o nosso dia de festa, mas também de luta pelo fim do preconceito e por mais oportunidades para todo público LGBTQI+”, disseram.

Atrações – A Parada também é um momento para o mundo GLBT conhecer os talentos musicais, de teatros, de dança e janela de oportunidades. Durante o trajeto, mais de cinco atrações entre cantores e DJs se apresentaram ao lado de Eloi Iglesias. Nem a forte chuva que caiu praticamente por todo percurso desanimou o público, que cantou, dançou e festejou muito a diversidade.

O evento transcorreu em clima de normalidade e não registrou acidentes. Policiais militares e agentes de trânsito, da área da saúde e da limpeza pública do setor operacional da Agência Distrital também acompanharam a programação. A Parada foi uma das atrações da programação de encerramento do verão 2023 de Mosqueiro.

Via Agência Belém

Deixe uma resposta