Integra Belém: terminais do BRT começam a funcionar como integração aos ônibus que vem do bairros

A prefeitura de Belém, por meio da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob), começou a implantar novas linhas e novos serviços para trazer mais qualidade e agilidade ao transporte público da cidade.

A iniciativa foi bem recebida pelos usuários dos coletivos. “O trânsito em Belém sempre foi complicado e caótico, mas eu espero realmente que dê certo, que funcione e que melhore para todo mundo, principalmente, para a população das comunidades que enfrentam dificuldades de pegar condução”, comentou o usuário, Felipe Bacelar.

As novidades fazem parte da primeira etapa do Programa Integra Belém, iniciada neste sábado, 13, com o objetivo de oferecer melhorias para o transporte público da capital do Pará. Nesta etapa, as mudanças atingirão os usuários de Outeiro, Icoaraci e os que moram ao longo da avenida Augusto Montenegro, como os conjuntos Maguari e Satélite, e os do bairro Marambaia.

“Nesta primeira fase, 18 linhas serão impactadas, ou seja, 18 serviços, e já temos mais quatro novas linhas. Dessa forma, algumas passam a integrar o terminal do Mangueirão, outras vão fazer a integração pelo terminal Maracacuera e nós também vamos ter linhas integrada no terminal São Brás”, explicou a superintendente da Semob, Ana Valéria Borges.

Mas, continua a titular da Semob, o ponto principal da mudança é a possibilidade da integração do serviço, que possibilita ao usuário “circular por essas linhas do BRT pagando para alguns destinos uma única passagem”. 

Nesta primeira fase, segundo ela, o Terminal Mangueirão entra em operação com toda a sua capacidade, para permitir a integração do serviço, por meio das linhas alimentadoras vindas dos bairros. Os terminais da Maracacuera e do Tapanã também fazem parte do sistema de integração. Além disso, os usuários de Outeiro, Icoaraci, Marambaia e quem mora ao longo da avenida Augusto Montenegro, como os conjuntos Maguari e Satélite serão beneficiados por essas mudanças.

Mais economia – A implantações de novas linhas e a alteração no itinerário proporcionará mais agilidade no trajeto, mobilidade e economia para o bolso dos passageiros, garante o Vice-prefeito de Belém, Edilson Moura.

“Muitos passageiros vão passar a pagar menos, quando eu digo pagar menos, é no sentido que antes ele precisava de dois ou três ônibus para se descolar para determinado destino. E agora, quando ele faz a integração aqui, ele paga apenas uma passagem de 3,60”, afirmou. 

O diretor de Operações do Acordo Operacional (Acop), Natanael Romero, destaca a funcionalidade do novo sistema de integração. “Existe um planejamento que é feito em conjunto com a Semob e a gente colocou em todos os carros o sistema de GPS. Assim, é feito um planejamento, uma execução em tempo real, por meio do monitoramento realizado pelo nosso centro de operações, e, com isso, a gente consegue otimizar melhor a frota, ter mais eficiência e atender melhor os usuários”, detalhou.

Novas linhas – são Fama/Maracacuera, Itaiteua/Maracacuera e a circular Icoaraci/Outeiro, que será implantada na segunda fase do projeto, no dia 27 de novembro. A mudança vai garantir a melhoria do serviço de 18 linhas no distrito. 

Ao longo desse processo, o público contará com os agentes da Semob que estarão trabalhando e orientando a respeito das novidades em todos os pontos de integração. 

Confira as linhas que serão implantadas:

> Marambaia  –  Castanheira
> Outeiro/Fama  –  Maracacuera
>  Outeiro/Brasília  –  Maracacuera
>  Outeiro/Itaiteua  –  São  Brás
> Outeiro/Itaiteua  –  Maracacuera
>  Outeiro/Brasília  –  São  Brás
>  Águas Negras/Paricás  –  Maracacuera
>  UFPA – Icoaraci
>  Bengui  –  Felipe Patroni
>  Conjunto  Maguari  –  Ver o Peso (Almirante Barroso)
>  Tapanã  II  –  Ver o Peso
>  Icuí  –  Ver o  Peso
>  Águas Lindas  –  Icoaraci
>  Jaderlândia  –  Mangueirão
>  Icoaraci  –  Outeiro  (implantação a partir de dia  20/11/2021)
>  Satélite  –  UFPA
>  Tenoné  –  Ver o Peso (5ª  linha  –  via  Centenário)
>  Maracacuera  –  São Brás  (BRT)

Fonte: Agência Belém

Deixe uma resposta