Justiça condena Wladimir Costa por induzir vendedores ambulantes a comerem frutas de encruzilhada

O ex-deputado federal Wladimir Costa, foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA), por danos morais e deverá pagar a Edinaldo do Espírito Santo Ferreira, Idelbergue Rodrigues, Benedito Rodrigues Furtado, Evaldo Furtado Castilho, Evandro Paiva dos Santos e Onildo Serra Batalha, ambos vendedores ambulantes, uma indenização no valor total de R$ 24 mil, sendo R$ 4 mil a cada uma das partes, por um ato cometido em novembro de 2019.

Os ambulantes, que atuavam em um semáforo nas proximidades do Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, na Avenida Doutor Freitas, receberam do ex-deputado, frutas que ele mesmo recolheu de uma oferenda em uma encruzilhada próxima à Avenida Centenário.

Um vídeo de pouco mais de cinco minutos e meio, filmado pelo próprio Wladimir Costa, registra o momento em que o ex-deputado encontra a cesta com frutas e flores, retira do local e a leva, de carro, para distribuir aos ambulantes. O próprio Wladimir Costa postou um trecho de aproximadamente três minutos em sua conta nas redes sociais. Assista!

Na sentença, de acordo com o TJPA, o ex-deputado violou a honra dos ambulantes, primeiramente, por terem consumido alimento de oferenda a deuses de religião de matriz africana, o que ocasiona um certo constrangimento, bem como, em ter suas imagens publicadas como pessoas leigas.

Fonte: Roma News

Deixe uma resposta