650 quilombolas e 91 indígenas foram aprovados no Processo Seletivo Especial da UFPA

Um total de 651 candidatos(as) que participaram do Processo Seletivo Especial (PSE 2022-1) da Universidade Federal do Pará foi classificado, dos quais, 91 indígenas; e 560 quilombolas. O PSE 2022-1 foi específico para estudantes indígenas e quilombolas e ofertou 788 vagas em 197 cursos de graduação sediados em onze campi da UFPA. O resultado está disponível aqui.

O Processo Seletivo Especial constou de uma etapa com prova de redação em Língua Portuguesa; e outra, de entrevista individual com os(as) candidatos(as) que obtiveram a pontuação necessária para seguir no concurso.

As vagas ofertadas contemplam, em particular, candidatos(as) que ainda não tenham sido admitidos(as) em curso superior e que se encontrem em condições de vulnerabilidade socioeconômica.

Para a inscrição no processo seletivo, os(as) candidatos(as) tiveram que comprovar o pertencimento étnico a povos indígenas ou comunidades quilombolas, residentes ou não na sua comunidade. Para a homologação das inscrições, a documentação apresentada foi analisada por uma comissão especial, composta por representantes de lideranças indígenas e quilombolas e por docentes da UFPA.

O próximo passo para os(as) candidatos(as) classificados(as) é a habilitação ao vínculo institucional, que ocorrerá conforme convocação a ser feita pelo Centro de Registros e Indicadores Acadêmicos (CIAC/UFPA) nos campi em que houve aprovados(as), sendo estes Altamira, Abaetetuba, Belém, Castanhal, Cametá e Soure.

Por Jéssica Souza – Assessoria de Comunicação Institucional da UFPA
Foto: Agência Pará

Deixe uma resposta