Educadores de Belém constroem o Plano Municipal de Educação

Fotos: Mácio Ferreira/ Agência Belém

Professores, alunos, trabalhadores da educação, gestores e representantes de toda a comunidade escolar estiveram reunidos na manhã desta segunda-feira, 13, no Auditório Benedito Nunes, na UFPa, para dar início à 7ª Conferência Municipal de Educação, realizada pela Prefeitura de Belém.

Sob o tema “Ecos educacionais das Amazônias: o plano municipal de educação, política de Estado para a garantia da educação como direito humano”, os profissionais devem elaborar proposições para integrar o Plano Municipal de Educação, além de fortalecer a discussão em nível estadual, para partir com pautas concretas para a Conferência Nacional, a ser realizada em 2024.

Para a estudante de 15 anos, Evelyn Santos, integrante do Grêmio Estudantil da Escola Municipal de Ensino Fundamental Nestor Nonato de Lima, que fica no bairro Condor, participar da Conferência é a chance de apresentar as necessidades da escola e dos alunos e buscar serem ouvidos em suas reivindicações. “A gente veio porque sabe que as melhorias, que nós queremos para a nossa escola, só serão possíveis, quando as nossas reclamações e sugestões forem ouvidas”, aponta.

Educação para todos

A professora Edilena Pena, reforça a importância de construir uma educação que inclua e alcance a todos. “Fomos impedidos de discutir e tratar sobre educação durante anos, nós que somos os responsáveis pela formação das pessoas. Desde a retomada municipal das discussões, no ano passado, a gente pôde voltar a construir, democraticamente, uma educação que busque valorizar o profissional de educação, que possa dar maior apoio aos alunos atípicos e tratar o universo diverso, que é a comunidade escolar, com respeito e buscando melhorias”, se alegra a professora.

Eixos temáticos

O evento terá dois dias (13 e 14) onde estão sendo discutidos sete eixos temáticos descentralizados em 13 Grupos de Trabalho (GT’s), com abrangência que vai desde a Educação Infantil, Ensino Fundamental e Alfabetização, Ensino Médio e Profissional, Educação de Jovens, Adultos e Idosos (Ejai), Educação Especial Inclusiva, Educação e Tecnologia, Educação Antirracista e Indígena, Educação do Campos, das Águas e das Florestas, Tempo Integral e Qualidade da Educação, Gestão Democrática, Formação e Valorização, Financiamento e Educação Superior e Educação Ambiental.

A secretária Municipal de Educação, Araceli Lemos, reforça a importância da participação de todos no processo de discussão para a melhoria da política nacional de educação.

Participação

“Com certeza não existe conferência, não existe um debate, não existe a elaboração de um plano sem a participação de todos que fazem a educação. A participação acadêmica, a participação dos estudantes, ela é fundamental. Eu me sinto muito feliz de conseguir alcançar o objetivo que é a marca da nossa gestão que é a participação”, reforça.

O objetivo da Conferência é que as proposições apresentadas nos Grupos de Trabalho sejam consolidadas no Plano Municipal de Educação, a ser enviado para Câmara de Vereadores no final deste ano.

Texto: Márcia Lima, via Agência Belém

Deixe uma resposta