Mosqueiro: abandonado há tempos, desabamento do caramanchão não foi surpresa

Técnicos da Defesa Civil Municipal e da Secretaria de Urbanismo, estarão nesta segunda-feira, 8, e terça-feira, 9, respectivamente, avaliando as causas do desabamento de parte do equipamento urbano que desabou na tarde do último sábado, 6, após forte ventania no local.

16 anos de abandono de um local que é um ponto de visitação em Mosqueiro.
O ponto turístico, localizado no calçadão da praia do Chapéu Virado, quando ainda recebia cuidados.

A visita técnica foi solicitada com urgência pela agente distrital, Vanessa Egla, que também já registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil e solicitou uma perícia por parte do Instituto Renato Chaves.

O desabamento do caramanchão não foi surpresa. O ponto turístico, localizado no calçadão da praia do Chapéu Virado, estava abandonado e já apresentava sinais de avarias na parte estrutural. Na última sexta-feira, 5, a própria Defesa Civil esteve na área fazendo uma vistoria.

O laudo seria concluído em poucos dias e entregue à agente distrital, que daria sequência no processo de solicitação da reforma do lagradouro.

Segundo Vanessa Egla, não houve tempo pra o início das obras. “Foram 16 anos de abandono de um local que é um ponto de visitação em Mosqueiro, uma calamidade com o equipamento público, mas estamos tomando as providências para reformá-lo em tempo hábil e devolvê-lo aos moradores e visitantes de Mosqueiro”, disse a gestora.

A área em torno do caramanchão já está isolada e homens da Guarda Municipal estão fazendo a segurança para evitar acidentes. Ninguém saiu ferido.

Por Selma Amaral – Agência Belém
Foto: Macio Ferreira

Deixe uma resposta