Tecnologia: Belém estuda transformar parte do seu lixo em gás

Resíduos sólidos, após tratamento são transformados em pó ou gás. Foto: Mácio Ferreira

O prefeito Edmilson Rodrigues realizou uma visita técnica na empresa de tratamento de resíduos sólidos Amazon Indústrias, localizada no município de Castanhal, na manhã desta sexta-feira, 11.

O gestor municipal conheceu a área e todo o processo de tratamento dos resíduos orgânicos realizados pela empresa, que é feito por meio gaiseficação, uma tecnologia que transforma resíduos sólidos ou líquidos em gás síntese.

Entre os resíduos mais utilizados no processo está o caroço de açaí, que é transformado em uma série de subprodutos, e pneus que são reciclados para produzir um gás líquido que pode ser usado como adubo no plantio.

“É uma tecnologia inovadora que transforma os resíduos sólidos em pó ou gás. O que é muito bom para o equilíbrio ambiental e economia”, destacou o prefeito de Belém.

Todo o processo de tratamento feito pela empresa será estudado pela Prefeitura de Belém, por meio das Secretarias Municipaid de Meio Ambiente (Semma) e Saneamento (Sesan). Segundo o professor Carlos Augusto Xavier, proprietário da empresa, os resíduos da cidade podem ser transformados em fonte de energia.

“Isso mostra que podemos transformar estes resíduos em energia elétrica, combustível e uomo fonte enérgica, senão reutilizado de forma sustentável”, finalizou.

Participaram da visita o secretário da Semma, Sérgio Brazão, e a superintendente da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob), Ana Valéria Borges.

Por Victor Miranda – Agência Belém

Uma resposta para “Tecnologia: Belém estuda transformar parte do seu lixo em gás”

  1. Águas lindas não merece retorno do lixão pois foram anos recebendolixo de toda região metropolitana . Nosso solo muito agredido . Nossa saúde psicológica e mental está em colapso pois não é fácil ter essa falta de atenção com o meio ambiente e humana sendo tratada como se esse povo aqui não tivesse o direito de respirar . Já sofremos muito e ainda hj Isso ocorre.
    Marituba também não tem mais como sofrer com essa triste realidade . Temos aqui nosso Rio Guamá onde em águas lindas pode ser feito uma área imensa de frente para o Rio . Nos não temos lazer , cultura , área de recreação . Nenhuma pras famílias de Belém .

Deixe uma resposta