Prefeitura de Belém e Caixa Econômica Federal liberam os primeiros pagamentos do Bora pra Escola

Desde as 21 horas desta quarta-feira, 16, o auxílio estudantil garantido pelo Programa Bora pra Escola, da Prefeitura de Belém, está nas contas dos estudantes ou responsáveis que têm acesso ao aplicativo Caixa Tem, que se cadastraram de 17 a 29 de janeiro e que não têm pendência de confirmação de informações prestadas no ato da inscrição.

Pagamento – Os beneficiários desta primeira fase de pagamento devem consultar o sistema do Programa Bora para Escola para verificar o status de pagamento ou utilizar o Caixa Tem para consultar no extrato o lançamento “BORA ESC”.

A consulta geral de liberação do auxílio para os beneficiários contemplados estará disponível no site do Bora pra Escola na sexta-feira, dia 18 de fevereiro.

Movimentação – A conta Poupança Digital Caixa, utilizada para o crédito deste benefício, é uma poupança simplificada, sem tarifas de manutenção, com limite mensal de movimentação de até R$ 5 mil. A movimentação do Bora pra Escola pode ser realizada por meio digital com o uso do aplicativo Caixa Tem.

Pelo aplicativo é possível enviar Pix, realizar compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos com o cartão de débito virtual e QR Code.

Pagamentos – O beneficiário poderá ainda pagar contas de água, luz, telefone, gás e boletos em geral pelo próprio aplicativo ou nas casas lotéricas pela opção “Pagar na Lotérica”, de forma imediata.

Os beneficiários também poderão transferir os recursos para contas em qualquer banco, ou realizar o saque em terminais de autoatendimento e casas lotéricas.

As transações devem ser feitas exclusivamente pelo Caixa Tem, não sendo necessário comparecer às agências da Caixa Econômica Federal.

O Bora pra Escola – É um auxílio destinado a garantir a permanência na escola em 2022 de estudantes matriculados na rede municipal de educação em 2021. A Prefeitura investiu R$ 10 milhões no programa, garantindo auxílios de R$ 150 para mais de 67,5 mil alunos, de R$ 300 para os estudantes que ficaram órfãos durante a pandemia covid-19 e R$ 500 para 18 alunos concluintes do ensino médio da Fundação Escola Bosque (Funbosque).

De iniciativa do prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, o Bora pra Escola foi votado em caráter de urgência pela Câmara Municipal em 22 de dezembro de 2021 em sessão extraordinária e aprovado por unanimidade.

Deixe uma resposta