Moradores do Barreiro e Umarizal comemoram obras de recuperação do asfalto

Foto: Agência Belém 

Os trabalhos de recuperação de vias da Prefeitura de Belém seguem por toda a Belém. Nesta quinta-feira, 3, a alegria tomou conta dos moradores da rua do Fio, no bairro do Barreiro, e na travessa Ferreira Pena, no Umarizal, para o serviço de recuperação asfáltica. A ação faz parte do Programa Belém Bem Cuidada.

A empregada doméstica, Marilene Cardoso, de 58 anos, relata que diariamente ela e os vizinhos enfrentavam problemas de tráfego na rua do fio e, agora, está otimista em ter asfalto na via e viver com um pouco mais de dignidade.

“A rua estava muito feia, com vários buracos e quando chovia ficava horrível, nem dava pra gente trafegar direito. Com os serviços que a Prefeitura de Belém está fazendo vai ficar ótimo, vai melhorar bastante”.

Para o autônomo Getúlio Silva Brito, de 63 anos, os serviços chegaram no momento certo no Barreiro, porque a situação já estava muito sofrida, com o abandono total da via. “Há muitos anos que aqui não tinha uma manutenção dessa. Quem tem carro e paga IPVA quer ver uma via em boas condições”, enfatiza.

Ele comenta, ainda, que, com o asfalto, os “moradores não vão ter mais prejuízos com os carros e as crianças vão poder aproveitar o espaço para brincar nos finais de semana. Então, só temos a ganhar com isso. Nota 10 para o prefeito Edmilson”.

Moradora há mais de dez anos na rua do Fio, Elenice Almeida, de 55 anos, trabalha como serviços gerais e fica aliviada por testemunhar a via recebendo asfalto e, com isso, acabar com a lama que acumula no período de chuva. “O asfalto é muito bom, agora sem lama, fica mais fácil de andar pela rua. Vai melhor 100% a nossa situação”, desabafa otimista.

A atual gestão da Prefeitura Municipal de Belém vem trabalhando para servir às necessidades da população e conta com a Secretaria Mnicipal de Saneamento (Sesan) para a execução dos serviços, como recuperação de vias, recapeamento e pavimentação asfáltica.

A partir do Belém Bem Cuidada, dia a dia os trabalhadores e as máquinas estão nos bairros da cidade, para facilitar a mobilidade urbana paraense e levar dignidade para os moradores da periferia e centro de Belém.

Estagiária de Jornalismo, Débora Lopes, supervisionada pela jornalista Cleide Magalhães.

Texto:

Débora Lopes

Deixe uma resposta