Belém estreita relações e assina termos de cooperação com cidades africanas

Com o objetivo de estreitar laços e resgatar a ancestralidade com o continente africano, a Prefeitura de Belém assinou na manhã desta quarta-feira, 30, no Palacete Bolonha, tratados de irmandade entre a capital paraense e as vilas de São Domingos e Tarrafal, na cidade de Santiago, em Cabo Verde. O ato de assinatura integra a programação da ll Jornada de Gratidão aos Povos Negros,

“Essa é uma forma de afirmar nossa disposição de construir, cada vez, mais laços de irmandade, de cooperação econômica e cultural. Esse é o início formal de um grande processo de cooperação política”, disse o prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, durante a assinatura dos documentos.

Representando as cidades africanas de São Domingos e Tarrafal, estiveram presentes Isaias Varela e José Varela, ambos presidentes dos Conselhos Municipais das respectivas cidades, cargo que equivale ao de prefeito municipal no país de Cabo Verde.

Nova era

“O tratado hoje assinado tem uma simbologia muito grande. Ele inicia uma relação de cooperação, como, por exemplo, no turismo, educação, cultura e agricultura. Penso que nossa relação de cooperação será muito pragmática”, afirma o presidente do Conselho Municipal de Tarrafal, José Varela.

O líder político da vila de São Domingos, Isaias Varela, também fez sua análise a respeito do termo de cooperação assinado. “Tendo em vista a relação histórica que Belém tem com Cabo Verde, esse é um momento muito importante, que marca uma nova era nas relações de cooperação que, da nossa parte, vamos trabalhar para transformar em ações concretas”.

Guiné-Bissau e Belém

No mesmo evento, o prefeito Edmilson Rodrigues também assinou a Declaração de Intenções com a cidade de Cacheu, na República de Guiné-Bissau. Foi da cidade de Cacheu que, de acordo com registros históricos, vieram a maior parte dos negros do continente afriano escravidos na região da Amazônia brasileira, onde se situa a cidade de Belém.

Guiné-Bissau foi o país homenageado na II Jornada de Gratidão aos Povos Negros, realizada pela Prefeitura de Belém, nos dias 28 e 29 de novembro, na capital paraense, com o objetivo de agradecer toda a contribuição sacial, econômica e cultural deixada pelo povo negro na capital paraense.

Amizade fortalecida

Representando a Guiné-Bissau esteve presente o embaixador do país no Brasil, M’bala Fernandes. “Nossa relação com Belém é de amizade fortalecida pela consanguinidade que a história nos mostra. Hoje celebramos um acordo que pode culminar no desenvolvimento de ambas cidades”, afirmou o diplomata.

As assinaturas realizadas nesta quarta-feira integram as políticas de relações internacionais da Prefeitura de Belém executadas pela Coordenadoria de Relações Internacionais de Belém (Corint).

“Uma cerimônia cheia de emoção e significado. Isso representa o reconhecimento de nossa ancestralidade negra. Nós celebramos e agradecemos por isso. Obrigado, África, pelo sacrifício imenso e por ceder seus filhos de maneira forçada”, declarou o coordenador de Relações Internacionais de Belém, Luiz Arnaldo Campos.

Fabricio Lopes – Agência Belém

Deixe uma resposta