Construído por Edmilson, PSM do Guamá completa 20 anos salvando vidas

O PSM do Guamá conta, atualmente, com mais de 700 servidores, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, assistentes administrativos e demais colaboradores. Foto: Mácio Ferreira / Comus

O Pronto-Socorro Humberto Maradei Pereira, localizado no bairro do Guamá, completou 20 anos de fundação. A celebração do aniversário foi realizada nesta terça-feira, 29, por servidores da unidade e contou com a presença do prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues.

A comemoração iniciou com a apresentação da banda da Guarda Municipal. O prefeito Edmilson Rodrigues conversou com os servidores e lembrou a inauguração do PSM, em 2001, além de importância da unidade na área de saúde do município. 

“É uma honra estar aqui na comemoração dos 20 anos do Pronto-Socorro do Guamá. Tive a oportunidade de inaugurar o PSM, há 20 anos, e como deputado conseguir destinar mais de R$ 10 milhões para a última reforma do espaço. Este local deu um status de excelência ao Guamá, no quesito do atendimento de urgência e emergência”, destacou.

O titular da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), Maurício Bezerra, também participou da celebração. O gestor lembrou que foi o primeiro diretor-geral da unidade e ressaltou o trabalho que vem sendo feito para melhorar o atendimento. “Vamos fazer essa hospital voltar a ser o que era antes. No atendimento e acolhimento da população”.

Estrutura – O PSM do Guamá conta, atualmente, com mais de 700 servidores, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, assistentes administrativos e demais colaboradores.

A copeira Regina Pantoja trabalha há 20 anos no PSM, ou seja, desde a inauguração da unidade. Para ela o sentimento, hoje, é de gratidão. “Nós lutamos desde o início. Eu cheguei a ver esse hospital ser pintado. Várias pessoas, que assim como eu estão completando junto com hospital 20 anos, trabalharam muito para que essa unidade atendesse a população. Meu sentimento é de gratidão, como servidora pública e funcionária desse hospital. Hoje, estamos muito felizes por fazermos parte dessa história e com esperança renovada agora nessa nova gestão”, destacou.

O PSM possui uma média de 400 atendimentos por dia. Durante a segunda onda da pandemia, em Belém, passou a fazer parte da rede de retaguarda hospitalar, exclusiva, para os casos moderados e graves da Covid-19, disponibilizando leitos clínicos e de UTI para atendimento a esses pacientes.

O diretor do PSM do Guamá, Douglas Vasconcelos, destaca o papel fundamental do hospital na garantia da saúde e da vida da população de Belém. “Nós recebemos esse hospital há seis meses, em plena pandemia, em uma situação muito difícil. De lá pra cá não só conseguimos avançar, como também inserimos o hospital no plano de contingência no combate à Covid-19 na capital.

Texto: Victor Miranda / Agência Belém

Deixe uma resposta