Errata: Folha aponta erro em reportagem sobre vacinas vencidas

O jornal Folha de São Paulo publicou ontem uma errata em que admite equívocos na reportagem sobre vacinas
vencidas. De acordo com a errata, a reportagem “errou ao não deixar claro, em sua primeira versão, que os registros de 26 mil doses aplicadas fora do prazo de validade poderiam decorrer de erros do sistema do Ministério da Saúde. Assim, o título original publicado no site (‘Milhares no Brasil tomaram vacina vencida contra a Covid; veja se você é um deles’) foi alterado para uma formulação mais precisa: ‘Registros indicam que milhares no Brasil tomaram vacina vencida contra a Covid; veja se você é um deles’. Na edição impressa, o título publicado já contemplava a mudança realizada nas plataformas digitais”, diz o texto da errata.

A errata continua: “Alterações da mesma natureza foram feitas no texto e nos infográficos da reportagem. A diferença entre as versões é que, na primeira, estava embutida a suposição de que os dados do DataSUS constituem retrato fiel da realidade, ao passo que, na segunda, não há essa suposição. Ainda assim, a reportagem apontou um problema real. Tanto que, após sua publicação, algumas cidades anunciaram processos de revacinação devido à aplicação de doses fora do prazo de validade”.

No Pará, tanto a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) quanto as secretarias de vários municípios afirmaram não ter distribuído nem aplicado nenhuma dose de vacinas vencidas. Algumas apontaram erros no sistema do Ministério da Saúde. O MS, por sua vez, garantiu que não enviou nenhuma dose de vacina vencida aos Estados.

Fonte: O Liberal

Deixe uma resposta