Prefeitura retira mais de 12 mil toneladas de lixo da Doca do Ver-o-Peso

Operação de dragagem mecânica na Escadinha do Ver-o-Peso retirou mais de 12 toneladas de resíduos acumulados há mais de uma década.

A Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Saneamento (Sesan), encerrou a limpeza da Doca do Ver-o-Peso, ao lado da Praça da Relógio, com um número surpreendente. No balanço foram registrados 12.219 toneladas de resíduos sólidos do local, que é conhecido popularmente como a “Pedra do Peixe”.

O Trabalho começou no início do mês de maio e levou três meses, e trouxe de volta os 12 degraus da escadinha, escondidos por mais de dez anos por causa da quantidade de lixo que havia sido acumulada no local.

A limpeza retirou do leito do rio objetos como pneus, garrafas de plástico e de vidro, sacolas e outros tipos de entulho. Todo o trabalho teve que ser feito com a maré da Baía do Guajará baixa.

Limpeza do Ver-o-Peso integra a ação Belém Bem Cuidada

Segundo o diretor de Resíduos Sólidos da Sesan, Pedro Piqueira, a dragagem mecânica da escadinha do Ver-o-Peso não só possibilitou uma maior bacia de acumulação, bem como um melhor acesso para as embarcações que ali aportam. Também aliviou todo o sistema de microdrenagem das áreas adjacentes. “Isso tudo visando uma melhor qualidade de vida não só para o Ver-o-Peso, como para a toda cidade” informou o diretor.

A secretária municipal de Saneamento, Ivanise Gasparim, lembra que o Ver-o-peso é um patrimônio da cidade, que mexe muito com a economia da capital por abrigar a maior feira a céu aberto da América Latina e, por isso, é preciso cuidar muito bem desse lugar.

“O prefeito Edmilson Rodrigues solicitou que nós fizessemos essa limpeza, que há muitos anos não era feita. Agora com a retirada de mais de 12 mil toneladas de lixo do Ver-o-peso, descobrimos a escadinha que estava com os degraus todos submersos nos resíduos. Esse lixo estava compactado e por isso que nós tivemos que ter uma máquina com uma grua para retirar os resíduos sedimentados”, esclareceu secretária.

Ivanise ressalta, que o trabalho restaura o Ver-o-Peso para a população. “Nós vamos continuar limpando e estamos entrando com uma equipe de educação ambiental para que permaneça o Ver-o-Peso limpo na parte da Pedra do Peixe”, acrescentou.

Respeito e carinho por Belém

O prefeito de Belém Edmilson Rodrigues considera que 100% da população de Belém tem o Ver-o-Peso como o seu principal símbolo. “O Ver-o-Peso são as embarcações que chegam na Doca do Ver-o-Peso; são o mercado de ferro, onde se compra o peixe; o Mercado Bolonha de carne. É uma feira onde trabalham quase dois mil feirantes e é uma multidão comprando de tudo, do alimento ao artesanato, a polpa de fruta, o peixe. De modo, que esse grande complexo arquitetônico, urbanístico, paisagístico, econômico, cultural tem que ser tratado com carinho”, definiu o prefeito.

Ele ressalta, que é inadmissível que a Doca do Ver-o-Peso, onde há uma escada de muitos degraus, tenha ficado por mais de dez anos totalmente assoreada e abandonada com tantos detritos.

“O nosso governo, cuida da nossa cidade e cuida da nossa gente. O símbolo maior de Belém está sendo tratado com respeito e carinho. Isso é a nossa demonstração de compromisso com o povo. É um modo de dar carinho e respeito ao povo”, enfatiza Edmilson Rodrigues.

Texto: Andrea Cunha – Agência Belém

Deixe uma resposta