Prefeitura realiza grande programação em Belém no Novembro da Consciência Negra

Uma programação extensa de valorização da arte, educação e oferta de serviços para a comunidade afro-brasileira de Belém será realizada pela Prefeitura Municipal, no mês da Consciência Negra, no período de 5 a 26 de novembro. A Coordenadoria Antirracista de Belém (Coant) é a idealizadora da programação, que envolve também diversos órgãos da gestão municipal.

A titular da Coant, Elza Rodrigues, explica que o objetivo da campanha denominada Novembro da Consciência Negra: Belém da Nossa Gente é prestar conta à sociedade das ações e programas da gestão do prefeito Edmilson Rodrigues para a população negra do município.

Ela ressalta que mais de 70% da população de Belém é composta por pessoas negras, portanto, enfatiza Elza Rodrigues, “realizar políticas públicas de reafirmação racial, como essa campanha, é mais um aliado no combate ao racismo na cidade”.

Dia Nacional da Consciência Negra

O mês de novembro é marcado pela memória da luta da população negra no Brasil. Em 20 de novembro é comemorado o Brasil o Dia Nacional da Consciência Negra, data idealizada em 1971, mas estabelecida apenas em 9 de janeiro de 2003 pela Lei 10.639.

A data foi escolhida por ser o dia da morte de Zumbi dos Palmares, considerado um dos maiores líderes da resistência negra e da luta pela liberdade e igualdade racial no Brasil. Ele faleceu em 20 de novembro de 1695, no quilombo dos Palmares, onde atualmente se localiza a cidade alagoana de União dos Palmares.

A programação, apesar de protagonizada pela Coant, é desenvolvida de forma intersetorial, envolvendo diversas secretarias municipais, entre elas, a de Administração (Semad), Saúde (Sesma), Educação (Semec) Meio Ambiente (Semma), Cidadania e Direitos Humanos (SecDH), além das fundações Escola Bosque (Funbosque), Papa João XXIII (Funpapa) e Cultural do Município (Fumbel). Os movimentos sociais também são parceiros da programação para o público interno (servidores) e externo (sociedade civil).

Reflexão

“O que a Prefeitura, por meio da Coant, busca é demarcar e fazer todos refletirem sobre a situação da população negra na história do Brasil. Esse debate já existe o ano todo em nossa gestão, mas agora, no mês de novembro, deve se intensificar por conta da data da Consciência Negra”, complementa Elza Fátima.

A Coordenadoria Antirracista de Belém é um marco desta gestão. Criada no mês de fevereiro deste ano pelo prefeito Edmilson Rodrigues, o órgão tem a missão de fomentar políticas de assistência no âmbito racial na cidade de Belém.

A Coant atua no combate às mais diversas situações de racismo, prestando orientações jurídicas às vítimas desse crime e demandando pautas raciais no município de Belém.

A programação do Novembro da Consciência Negra ofertará, a partir da sexta-feira, 5, ações de saúde, cidadania, educação e cultura em diversos bairros e distritos e espaços públicos da cidade de Belém. Apesar de começar na sexta, a abertura da campanha será realizada após essa data, no entanto, com dia, local e horário ainda a definir.

Programação do Novembro da Consciência Negra

5/11 – Roda de conversa ” Direito Psicologia e Racismo “, às 10h, no Salão Paulo Freire Semec.

5/11 – Atividade Contra o Genocídio da Juventude Negra: sete anos da chacina de Belém, às 9h, Campinho da Olaria, bairro Tapanã.

8/11 – Exibição do filme Poderia ter sido você; roda de conversa ”Do Luto à Luta”, às 18h30, no Cine-Líbero Luxardo.

8 a 12/11 – Atotô, SalubáNanã: saúde nos terreiros, das 8h às 12h. Terreiros: Hunkpame Abuke kwe, Batista campos, 1026. Mãe Matilde Oxal,- Rundembo Inzo de Borburucema- Guamá Mãe Beth, Casa do Pai Naldo de Xangô – Outeiro.

10/11 – Projeto Cesta Nutrir Juntos em parceria com a Coant, das 10h às 12h, no auditório do Mercado de Carne Francisco Bolonha.

11/11 – Sessão Especial na Câmara de Belém, às 9h.

12/11 – Seminário: Saúde da população negra, das 9h às 12h, no auditório da Sesma.

12/11 – Entrega das Cestas Nutrir Juntos, às 14h, no auditório do Mercado de Carne Francisco Bolonha.

13 a 14/11 – Ecofeira da Consciência Negra, das 8h às 14h, na Praça Milton Trindade.(Horto Municipal/ Batista Campos).

16 a 22/11 – Curso para servidor sobre políticas de ações afirmativas, das 9h às 12h, na sede da Semad.

19/11 – Rodas de conversa, lançamento dos Livros, varal de fotografia e apresentação do grupo Xamã durante a manhã na Escola Bosque, em Outeiro.

19/11 – Show AfroAmazônico e lançamento de edital para artistas negros/negras, das 16h às 20h, no Memorial dos Povos, localizado na av. Governador José Malcher.

19/11 – Novembro Negro UMS do Satélite, das 8h às 18 horas, na Unidade Municipal de Saude – UMS, bairro Satélite.

19/11- Assinatura da Portaria de criação do GT- Saúde da População Negra de Belém – UMS Satélite.

19/11 – Jornadas Culturais da Consciência Negra, das 9h às 12h, nas Escolas Municipais de Mosqueiro.

20/11 – Ecofeira da Consciência Negra e feira de troca de mudas e sementes crioulas, das 8h às 18h, na Praça Milton Trindade (Horto Municipal)

20/11 – Apresentação do Projeto Cartografia da Cultura AfroBrasileira e Indígena da Escola de Aplicação da UFPA, às 9h, na Praça Milton Trindade (Horto Municipal).

20/11 – Oficina de produção de chás medicinais, com povos tradicionais de matriz Africana, às 9h, na Praça Milton Trindade (Horto Municipal).

20/11 – Roda de Capoeira de Angola, Dança Circular dos Pretos, às 17h, na Praça Milton Trindade (Horto Municipal).

20/11 – Campeonato Distrital de Capoeira, Zumbi dos Palmares, às 9h, na Praça Matriz.

20/11 – Mostra de filme Besouro, de João Daniel Tikhomiroff, seguida de roda de conversa, às 17h, Centro Multicultural Solar da Arte.

20/11 – Mostra de Talento da Juventude Negra da Ilha, a História da População Negra no Brasil, às 20h, na Praça Matriz de Mosqueiro.

20/11 – Ação Cidadania Negra e Agro-Feira Ecológica, às 9h, na rua dos Timbiras, entre 14 de Março e Generalíssimo Deodoro.

25/11 – Lançamento, literário infantil negra em libras, braille e áudio descrição nas redes sociais.

26/11 – Ação Cidadania Negra, na Escola Municipal Cássia Barbosa, às 8h, na Escola Municipal Cássia Barbosa, Espaço Mestre 70, Guamá.

Texto: Fabricio Lopes – Agência Belém

Deixe uma resposta