Pessoas em situação de rua receberão o Bora Belém

Foi anunciado pelo Prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, na noite desta quinta-feira (19), uma política inédita na capital paraense. As pessoas em situação de rua serão cadastradas e receberão o “Bora Belém”. O cadastro das pessoas para o programa social de renda cidadã está sendo feito pela Fundação Papa João XXIII (Funpapa), em parceria com a Consultório na Rua (Cnar). 

Segundo o prefeito Edmilson Rodrigues, algumas pessoas já foram cadastradas. “Já cadastramos algumas pessoas, que já receberão o auxílio no mês que vem. Além disso, vamos fazer uma operação para chegar nos pontos de concentração, onde as pessoas em situação de rua moram, para poder realizar este cadastro”, ressaltou. 

O objetivo é cadastrar 850 pessoas em situação de rua. As equipes já estão percorrendo várias áreas da cidade para realizar o cadastro, inclusive tirando documentos de pessoas que não possuem.

Dia Nacional de Luta da População em Situação de Rua 

A Prefeitura de Belém lembrou o 19 de agosto, data que marca o Dia Nacional de Luta da População em Situação de Rua, com uma grande  ação social na praça Waldemar Henrique.  A ação disponibilizou estrutura para banho e higiene pessoal; apresentações culturais e da Banda da Guarda Municipal; rodas de conversas sobre educação ambiental; atividades lúdicas, informativas e esportivas. A Sesma disponibilizou serviços como a distribuição de preservativos, aplicação de flúor, teste rápido de infecção sexualmente transmissível, rodas de conversas sobre dependência química e uso abusivo de drogas e doenças sexualmente transmissíveis, além de consultas.

O prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, ressaltou, durante o discurso, que todos precisam ser respeitados. “Às vezes, a rua é a solução para muitas pessoas, seja de qualquer idade. Algumas situações fazem a rua ser a própria liberdade, essas pessoas são vítimas, são humanos e o ser humano é pleno e precisa ser respeitado”. 

Entre as políticas públicas desenvolvidas pela prefeitura para a população em situação de rua, está o direito à saúde, com equipes do Cnar, que realizam atendimentos e exames, os espaços de acolhimento da Funpapa que oferecem diversos serviços socioassitenciais.

Deixe uma resposta